Introdução

Esse hackbook lhe permitirá parar de usar pornografia imediatamente, sem dor, e permanentemente. Sem força de vontade ou qualquer sensação de estar sendo privado ou fazendo um sacrifício. Ele não lhe julgará, envergonhará, nem irá te pressionar a tomar medidas dolorosas.

Na verdade, não há necessidade de cortar ou reduzir seu uso durante a leitura; fazer isso é prejudicial, na verdade.

Talvez isso vá contra tudo que você escutou, mas se pergunte se o que você ouviu funcionou? Se tivesse funcionado, você não estaria lendo esse livro.

O vício em pornografia se manifesta na nossa sociedade de várias formas e com múltiplos efeitos. Muitas pessoas usam pornografia porque a internet permite o acesso instantâneo ao estímulo sobrenatural que ela proporciona. Pense se as seguintes questões se aplicam a você.

  • Você passa mais tempo do que o planejado assistindo pornô?

  • Você não obtêm sucesso nas tentativas de parar ou de limitar o consumo de pornografia?

  • O tempo vendo pornografia já interferiu, ou foi considerado mais importante do que compromissos pessoais ou profissionais, hobbies, ou relacionamentos na sua vida?

  • Você se esforça para manter o seu consumo de pornografia escondido (ex: deletar o histórico do navegador, mentir sobre o consumo)?

  • Ver pornografia já causou algum problema nos seus relacionamentos íntimos?

  • Você experimenta ciclos de excitação e prazer antes e durante o consumo da pornografia seguido de sentimentos de vergonha, culpa e remorso depois do uso?

  • Você passa um tempo significativo pensando sobre pornô, até mesmo quando não está assistindo?

  • A pornografia já te trouxe alguma outra consequência negativa na sua vida pessoal ou profissional (ex: faltar trabalho, pouca performance, relacionamentos negligenciados, problemas financeiros)?

Se você é um usuário da pornografia que depende dela para a masturbação ou sexo, tudo que você precisa fazer é continuar lendo.

Se você está aqui por causa de um amado ou amada, tudo que você precisa fazer é convencê-lo(a) a ler o livro.

Se você for incapaz de convencê-lo(a), leia o livro você mesmo. Entender o método ajuda a espalhar a mensagem e prevenir que seus filhos comecem a usar. Não se engane com o fato de que eles não têm acesso agora – o vício vem com o acesso.

Atenção

Talvez você esteja apreensivo pela leitura do livro. Talvez, igual muitos usuários de pornô, o simples pensar em parar enche sua mente de pânico e que embora tenha intenção de parar algum dia, esse dia não é hoje.

Se você está esperando esse livro te ’assustar’ para você parar, citando vários problemas de saúde que usuários expõem, como disfunção sexual (incluindo disfunção erétil induzida pela pornografia), excitação inconsistente, perda de interesse em sexo, hipofrontalidade cerebral, e a acusação de que esse é um hábito repugnante e sujo e de que você é estúpido, fraco, você se desapontará. Essas táticas nunca me ajudaram a parar com o vício e se se fossem ajudar você, já teria parado.

Métodos convencionais de se livrar do vício nos ensinam a usar a força de vontade ou substitutos como dietas de pornografia (usar apenas a cada x dias) e cortar o consumo, que é igualmente ineficaz pois não remove as razões para usar a pornografia. Por fim, transformar algo em proibido não é como se cura um vício.

Muitos sites detalham os efeitos da pornografia no cérebro, usando sólidas pesquisas que falam acerca dos neurotransmissores e da neuroplasticidade. Embora esses sites sejam informativos, muitos estão cientes dos perigos da pornografia mas mesmo assim escolhem não fazer nada. Usuários jovens e velhos evitam esse material apesar de tudo, sentindo segurança ao pensar que uma simples olhada em pornografia não vai matar.

Esse método, referenciado como Método Fácil, funciona de forma diferente. Algumas coisas que serão ditas talvez sejam difíceis de serem acreditadas mas assim que você terminar o livro você não só acreditará nelas, você se perguntará como você sofreu a lavagem cerebral que te forçou a acreditar no contrário.

Há um equívoco comum no pensamento de que escolhemos assistir pornô. Viciados em pornografia (sim, viciados) não decidem assistir pornô assim como os alcoólatras não decidem se tornar alcoólatra e os viciados em heroína não decidem se tornar viciados em heroína. É verdade que tomamos a decisão de ligar o computador ou celular, abrir o navegador e visitar o nosso ’harém virtual’ favorito. Às vezes eu decido ir ao cinema mas certamente eu não decidi passar a minha vida inteira na sala do cinema. A princípio, a natureza humana e a curiosidade me levaram até lá, mas eu não teria começado se soubesse que me tornaria um viciado, trazendo malefícios para a minha saúde, felicidade e relacionamentos. “Ah se eu soubesse sobre a disfunção sexual na minha primeira visita à um site pornô!”

Reflita um momento, você alguma vez chegou à conclusão de que você deveria/precisaria assistir pornô para se masturbar? Ou que você deveria/precisaria de fantasias induzidas pela pornografia para apimentar o sexo com seu parceiro(a)? Ou que em algum momento da sua vida você não conseguiria desfrutar de uma boa noite de sono ou talvez uma noite sem olhar pornografia depois de um longo dia de trabalho? Ou que você não conseguiria se concentrar ou lidar com o estresse sem usar o pornô? Em que fase da sua vida você decidiu que precisaria da pornografia, que precisaria sempre dela na sua vida, que se sentiria inseguro e em pânico sem pornô, sem seu harém virtual?

Como qualquer outro usuário, você foi seduzido pela armadilha mais sinistra e sutil inventada, em combinação, pela natureza e pelo ser humano. Não há uma pessoa viva, usuária ou não, que gosta do pensamento de que seu filho esteja usando pornografia como muleta ou prazer. Isso significa que todos os viciados desejariam nem ter começado. Não é nada surpreendente: antes de ficar viciado, ninguém precisa de pornô para aproveitar a vida ou lidar com o estresse.

Ao mesmo tempo, todos os usuários desejam continuar. Afinal, ninguém nos força a abrir a guia anônima. Quer entendam a razão ou não, é apenas o usuário que decide bater na porta dos seus haréns virtuais.

Se existisse um botão mágico que o usuário pudesse apertar para acordar no dia seguinte como se nunca tivesse acessado o primeiro site pornográfico da sua vida, os únicos viciados que existiriam amanhã seriam os jovens que ainda estão ’experimentando’.

A única coisa que nos impede de parar é o MEDO! Medo causado pela crença de que precisaremos sobreviver um tempo indeterminado de angústia, privação e desejos insaciados para se livrar da pornografia. Esses pensamentos surgem de crenças irracionais, ambas aprendidas e adquiridas, como:

  • Masturbação ou sexo com orgasmo é a única e mais importante parte da vida.
  • Pornô é ’mais seguro’ que sexo porque o pornô não pode me rejeitar.
  • Pornô é educativo e útil.
  • Mais é sempre melhor.

Essas crenças irracionais levam a consequências irracionais quando levadas a sério, incluindo:

  • Ficar adorando e obcecado por uma ’mulher perfeita 10/10’ quando ela é encontrada, imaginando fazer com ela coisas que talvez você nem considere corretas de se fazer.
  • Se ver como um perdedor se não transar, como se fosse a coisa mais importante da humanidade.
  • Ficar esperando por uma 10/10 perfeita.
  • Ser excessivamente julgador e crítico de possíveis parceiros(as).
  • Forçar-se a ter sexo, quer queira ou não.

É o medo de que uma noite solitária será miserável, controlando e lutando contra impulsos descontrolados. Medo de que a noite anterior a uma prova será uma noite infernal sem pornô. Medo de que nunca seremos capazes de se concentrar, lidar com estresse ou ser confiante sem nossa muleta ou que nossa personalidade e caráter irão mudar.

Mas medo acima de tudo, de que ’uma vez viciado, sempre viciado’: que nunca seremos completamente livres, passando o resto das nossas vidas ansiando pelo orgasmo com pornô em tempos inoportunos. Se, como eu, você já tentou todos os métodos convencionais para parar e passou por miséria e tortura com o ’método da força de vontade’, você não só será afetado por esse medo, você será convencido de que nunca conseguirá parar.

Se você está apreensivo, em pânico ou sente que esse não é o momento certo para você parar, eu te garanto que sua apreensão e pânico não é aliviado pela pornografia – é causado por ela. Você não decidiu cair na armadilha da pornografia, mas como todas as armadilhas, é desenhada para garantir que você permaneça preso. Pergunte-se: quando você viu os primeiros vídeos e fotos pornográficas, você tomou a decisão de voltar e continuar assistindo enquanto durar sua vida? Então quando você vai parar? Amanhã? Ano que vem? Pare de se enganar! A armadilha é feita para te prender pelo resto da vida. Por que você acha que esses outros viciados não param antes que o vício ’acabe’ com a vida deles?

Eu falei sobre um botão mágico; o Método Fácil funciona justamente como esse botão. Esclarecendo: o Método Fácil não é mágico, mas pra mim e outras pessoas que acharam fácil e agradável sair do vício, parece que é!

O aviso é o seguinte:

É uma situação de galinha e ovo: todo viciado quer se livrar do vício e todo viciado pode achar fácil e agradável sair do vício. É somente o medo que previne os usuários de tentarem sair. O maior ganho é se livrar desse medo, mas você não será livre desse vício enquanto não terminar o livro. Pelo contrário, seu medo pode aumentar durante a leitura, o que pode te impedir de terminar de ler. Veja esse comentário de uma mulher.

“Terminei agora de ler o Método Fácil. Eu sei que só se passaram quatro dias mas eu me sinto tão ótima, eu tenho certeza de que eu nunca usarei pornografia novamente. Eu comecei a ler o livro cinco meses atrás, li até metade e entrei em pânico. Eu sabia que se eu continuasse lendo, teria que parar. Não fui boba?”

Você não escolheu cair na armadilha, mas mantenha isso em mente: você não escapará do vício enquanto não tomar uma decisão afirmativa para parar. Talvez você já esteja igual um cachorro tentando se livrar da corrente ou está apreensivo por pensar nisso, mas de qualquer forma, tenha em mente: VOCÊ NÃO TEM NADA A PERDER!

Se ao final do livro você decidir continuar a usar pornografia para se masturbar ou fazer sexo, não há nada te impedindo a fazer isto. Você não precisa nem diminuir o consumo ou parar de usar pornô enquanto lê o livro. E lembre-se que não há tratamento de choque, pelo contrário, só tenho boas notícias para você. Você pode imaginar como Andy Dufresne se sentiu quando finalmente se livrou da prisão no filme Um Sonho de Liberdade? Foi assim que me senti quando eu escapei da armadilha da pornografia, e é exatamente assim que os usuários que usaram esse método se sentem. Ao final do livro, é assim que você vai se sentir! Prossiga!

Finalmente…

Todo mundo pode achar fácil e agradável sair da pornografia, incluindo você! Tudo que você tem que fazer é continuar lendo o livro com a mente aberta; quanto mais você entender, mais fácil será. Mesmo se você não entender uma palavra, desde que siga as instruções, você achará fácil. O mais importante é que você não viverá se lamentando querendo pornografia ou se sentindo privado, e ao final do livro o único mistério será porquê você fez isso por tanto tempo.

Com o Método Fácil há somente duas razões para o fracasso.

Falhar em seguir as instruções Alguns acharão chato que esse livro é tão dogmático com algumas recomendações, como não tentar diminuir o uso ou usar substitutos. Não nego que há muitos que tiveram sucesso em parar usando essas táticas, mas eles tiveram sucesso apesar delas e não por causa delas. Algumas pessoas conseguem fazer amor em pé numa rede, mas não é o modo mais fácil. Os números da senha para abrir o cadeado dessa armadilha estão nesse livro, mas é necessário digitar eles na ordem correta: ir de um capítulo em capítulo, sem pular nenhum deles.

Falhar em entender Não aceite qualquer coisa como correta, questione não só o que te contam mas também sua própria visão e o que a sociedade te contou sobre sexo, pornô e vício. Por exemplo, quem acredita ser um hábito, pergunte a si mesmo por que outros hábitos, alguns que são até agradáveis, são fáceis de quebrar enquanto um hábito que trás sensações horríveis custa energia, tempo e virilidade é tão difícil de quebrar. Aqueles que acreditam que apreciam a pornografia, perguntem a si mesmos por que outras coisas que são mais prazerosas você consegue usar ou parar de usar sem problema. Por que você tem que se masturbar e assitir pornô, entrando em pânico se não o fizer?

O Método Fácil te dará o conhecimento de quão fácil e agradável é sair do vício da pornografia. Como muitos outros, uma das minhas grandes conquistas na vida têm sido escapar da armadilha. Não há necessidade de se sentir deprimido, pelo contrário, você está prestes a realizar algo que todo usuário do planeta adoraria obter: LIBERDADE!

LEMBRE-SE, NÃO PULE CAPÍTULOS.

Alguns termos antes de começarmos: PMO: O ciclo da pornografia, masturbação e orgasmo. Harém virtual: Sites que possuem pornografia.