O Momento da Revelação

Normalmente após três semanas de terem escapado deste terrível hábito, os ex-usuários passam pelo momento da revelação. O céu parece estar mais claro e é o momento em que a lavagem cerebral vai embora de vez. Quando em vez de precisar lembrar a si mesmo de que você não precisa assistir pornô você de repente percebe que o último elo que o ligava a este vício se quebrou, você pode aproveitar o resto da sua vida sem nunca mais precisar de pornografia de novo. É também neste estágio que você começa a olhar para os usuários com pena.

Aqueles que se abstém pela via do método da força de vontade normalmente não passam por essa experiência porque apesar de eles estarem se sentindo felizes por não usarem, eles continuam navegando pela vida acreditando estarem fazendo um grande sacrifício. Quanto mais se foi viciado, melhor é esse momento de clareza, e ele dura pelo resto da vida. Apesar de haver na vida muitas alegrias, é impossível descrever este sentimento. A alegria de saber que se está livre da pornografia de vez é diferente. Quando nos sentimos pra baixo e precisamos de uma mãozinha, lembrar de que nos livramos deste terrível vício é o suficiente para nos motivar. Muitos falam desse momento como um dos eventos mais relevantes de suas vidas. Na maioria dos casos, o momento de revelação não ocorre após três semanas, mas após alguns dias.

No meu próprio caso, ele aconteceu antes de terminar a minha última visita ao harém. Eu tenho certeza de que os leitores aqui, antes mesmo chegarem ao final desta capítulo, dirão algo como, “Você não precisa falar uma palavra mais sequer. Eu consigo ver tudo claramente: eu sei que nunca mais precisarei de pornografia de novo.” Baseado no feedback que recebi, isso acontece frequentemente. Idealmente, se você seguir todas as instruções e compreender a psicologia deste processo completamente, então você deve ter esse insight imediatamente.

Apesar de se afirmar que leva em torno de cinco dias para os sintomas físicos de abstinência irem embora, e cerca de três semanas para que um ex-usuário esteja completamente livre, tais informações podem causar problemas. O primeiro é a possibilidade de isso plantar na mente das pessoas a sugestão de que elas precisam esperar entre cinco dias e três semanas. O segundo é que o ex-usuário pode pensar algo como, “Se eu conseguir sobreviver por um período de cinco dias a três semanas, então eu posso esperar por uma verdadeira melhora no final desse período.

Entretanto, esse tal período pode ser agradável pra esses usuários, mas ser seguido por uma série de dias desastrosos que afetam a todos, que nada têm a ver com vício mas são causados por outros fatores em nossas vidas. Assim, nosso ex-usuário que está esperando pelo momento de revelação acaba se sentindo, em vez disso, deprimido. Isso pode acabar com a confiança deles. Da mesma forma, se não houvesse tais informações, o ex-usuário poderia passar pelo resto da sua vida esperando e nada acontecer. Isso é o que acontece com a maioria dos usuários que param usando o método da força de vontade.

As pessoas com frequência perguntam a respeito da relevância deste período de cinco dias a três semanas. Esse intervalo não é arbitrário? Não. Apesar de eles não serem intervalos definitivos, eles refletem um grande número de feedbacks que recebi ao longo dos anos. Cerca de cinco dias após parar é quando o ex-usuário para de ter o vício como a maior preocupação em sua mente. A maioria dos ex-usuários têm essa experiência revelatória por volta desse período, geralmente em uma situação estressante ou em situações sociais com as quais outrora não foram capaz de lidar sem fazer uma visita ao harém. Você de repente percebe que não apenas você está conseguindo lidar bem com a situação e o pensamento de assistir pornografia nem sequer passou pela sua cabeça. A partir desse ponto as coisas fluem. É aí que você sabe que está livre.

Tanto a minha experiência como a de muitos outros refletem que é por volta do período de três semanas que as tentativas mais sérias de parar falham. O que normalmente acontece é que cerca de três semanas você sente que perdeu o desejo de assistir pornografia. Você precisa provar a si mesmo, então você abre o navegador e visita um dos famigerados sites. A sensação é estranha, e isso te prova que você de fato conseguiu se livrar do vício. Mas você fica com uma pulga atrás da orelha, pois você acordou o pequeno monstro. Logo após você terminar a sua sessão a dopamina começa a ir embora do seu corpo. Uma pequena voz reaparece: “você não largou nada. Você quer ir mais uma vez.

Você não vai logo mais uma vez porque você não quer se viciar de novo, e permite a si mesmo que um período seguro passe. Quando você se sente tentado de novo você pode então dizer a si mesmo, “bem, eu não voltei pro vício, então não faz mal assistir mais uma vez.” Você já está em queda livre. A chave para o problema não é esperar pelo momento de revelação, mas perceber que uma vez tendo fechado o navegador, acabou. Você cortou a fonte de oxigênio do pequeno monstro. Nenhuma força da natureza pode te impedir de ser livre, a menos que você se lamente ou fique esperando por um momento de revelação. Saia e vá aproveitar a vida. Lide com isso desde o início. A revelação logo se fará presente.